Discutir a MC

A Massa Crítica é um evento sem qualquer organização centralizada, é organizada por cada um e por todos os participantes. Alguns destes participantes conversam e trocam idéias sobre a Massa Crítica no fórum: http://we.riseup.net/massacriticapoa

Sinta-se à vontade para participar e ajudar a construir a Massa Crítica.

Os comentários que antes ficavam na página inicial agora foram transferidos para cá. Use o espaço abaixo para deixar seus comentários

70 respostas para Discutir a MC

  1. Augusto disse:

    ola vi uma foto de um triciclo no joranal correio do povo do dia 09/08/2010 na pagina 7,e gostaria de saber como faço para adquirir um triciclo daqueles,pois trabalho com um carrinho de mao.Obrigado Augusto

    • Marcelo disse:

      Oi, Augusto, tudo bem?

      Infelizmente, pelo que eu saiba, eles ainda não estão disponíveis. Tente se informar com alguma cooperativa de catadores de materiais recicláveis ou sindicato da categoria.
      Abs.

  2. maria julia disse:

    Parabens por esse espaço que criaram na midia eletronica! O Luis e a Daura e o Leonardo estavam pedalando e panfletando na Redenção hj. Falaram de uma pedalada em S F de Paula. Eu nao achei referencia sobre isso neste endereço. Me mandem mais inform~ções, p/ favor
    Ma Julia

  3. Luis Oliveira disse:

    Meus prezados, parabens pela iniciativa do Massa Crítica e pelo site. Ajudaram a me convencer a adquirir uma bicicleta e procurar usa-la no dia a dia. Coloquei uma divulgação dos eventos de vocês no meu blog, na edição de hoje (26/11/2010). Quem quiser conferir: http://blogdopirangueiro.zip.net.
    Abração,

  4. Olá, sou apresentador do Programa Sob Nova Direção da AllTV (www.alltv.com.br), e, justamente estamos trazendo a publico mais respeito no trânsito, bem como formas alternativas de transporte, e, recentemente entrevistamos o Felippe Santana, cicloativista aracajuano, que, de passagem por São Paulo, veio até o programa trazer sua mensagem, vocês podem conferir no nosso blog: http://www.programasobnovadirecao.blogspot.com.
    Gostei da idéia do blog de vcs, e vou colocar no nosso também, de passagem por são Paulo, quero já deixar o convite para fazermos um programa sobre seu projeto.

  5. Pingback: Mercado Público de Porto Alegre desencoraja o uso da bicicleta como transporte « OngCea

  6. Pingback: Massa Crítica de POA « OngCea

  7. Marcelo Weismman disse:

    Segue copia do e-mail enviado a Prefeitura de POA
    Bonjour
    Recebi a pouco um artigo sobre o uso de bicicletas no Mercado Municipal de Porto Alegre
    Muito me admirei da colocação da Coordenação sobre o Assunto.
    “Não deixe de vir ao Mercado para prestigiar Eventos, fazer compras ou passear. Deixe sua bicicleta para aproveitar momentos de lazer ao ar livre. Já conseguimos progressos em construir ciclovias. Como vê, estamos “chegando lá”.
    Esperamos sua compreensão.
    Att
    Coordenação de Próprios / SMIC”
    Sou Gaucho de Bagé e vivo aqui na França a 6 anos.
    E aqui a Bicicleta é usada como MEIO DE TRANSPORTE e as veses como lazer.
    A Propria prefeitura de Paris incetiva o uso da mesma inclusve com o aluguel de bicicletas (veja neste link sobre as mesmas http://www.velib.paris.fr/ ) pois muitos trabalhadores não tem dinheiro suficiente para comprar e manter as altas despesas de um automovel
    Eu mesmo uso diariamente para ir e vir do meu trabalho, para fazer compras e as vezes para mostrar Paris, para os amigos brasileiros que aqui chegam.
    É uma forma economica de transporte, NÃO poluente e NÃO causa engarrafamentos de transito.
    Seria bom que a Prefeitura de Porto Alegre mostrasse que pensa no futuro e também que é atualizada e implante, masi ciclovias e bicicletarios na Cidade, e que sua diretoria, mude sua visão sobre a bicicleta que é UM VEICULO DE TRASPORTE e não apenas um objeto de lazer como a Coordenação de Próprios/SMIC pensa.
    Espero estar colaborando para o crescimento de PortoAlegre e também do Rio Grande do Sul, que por sinalsinto grande saudades
    Abraços
    Marcelo Weismman

    • Renato S. Pecoitz disse:

      Ola pessoal do Massa Crítica, parabéns pela proposta da manifestação, super democrática e liberta de vicios de lideranças. Espero que o governo brasileiro, municipal, estadual e federal, não “invente”(emplacamento, vistorias, etc…..) uma maneira de taxar com multas ou impostos o pessoal das bike. Abraço a todos os ciclistas do mundo.
      *Obs: “polícia pra quem precisa de polícia”

  8. claudia disse:

    Porque a prefeitura de POA acabou com as ciclovias de POA,também as vias públicas devem ter mais arborização.

  9. Helena Collares disse:

    Gostaria de receber artigos e comentários em meu e-mail.
    Obrigada
    Helena

  10. Patricia disse:

    Olá, gostaria de entrar em contato com vocês, tenho um assunto a tratar, mas não encontrei um e-mail de contato aqui no site. Por favor, entrem em contato comigo!

  11. Joana disse:

    Moro na Cidade Baixa e várias vezes vi esse grupo de ciclistas andando pela José do Patrocínio. Sempre quis participar. Hoje passei pelo largo Zumbi e vi as bicicletas aglomeradas, se concentrando para o passeio! Pensei comigo mesma que iria participar do próximo. Infelizmente, meia hora depois, perto da minha casa, vejo umas das piores cenas que já vi: inúmeros ciclistas atropelados por um verdadeiro “animal”!! Fiquei estarrecida! Inacreditável como alguém teve coragem de fazer o que fez! Se existe uma representação de “assassino”, eu diria que é a deste atropelador! Que ele seja encontrado, e que a justiça seja feita, afinal uma pessoa assim realmente deve ser banida do convívio social, pois realmente não sabe viver em sociedade! O que aconteceu vai de encontro com tudo o que propõe o grupo de ciclistas: respeitar o espaço das bicicletas! Normalmente, soluções críticas são tomadas somente depois que tragédias acontecem. Quem sabe agora todos nós possamos refeltir sobre o que aconteceu, e sobre a necessidade de mudar nossos hábitos, sejam de transporte, sejam de vida, sejam de comportamento social.

  12. Caros, o uso das imagens do blog são livres? Está em CC?

  13. disse:

    Amigos da Massa POA:
    Estamos com voces em mais essa!
    Abraços fraternos
    rô & cia.

  14. suzete disse:

    Com a tentativa de assassinato em massa o movimento do mês não aconteceu, e devem sim reunirem-se novamente e fazer valer a manifestação sem traumas. Não esqueçam; usem seus capacetes, protejam-se, os loucos estão soltos.
    Não participo ativamente, mas acompanho a luta, Contem comigo.
    Um forte abraço

  15. Fiona disse:

    http://timesofindia.indiatimes.com/city/surat/Citizens-pedal-for-green-Surat/articleshow/7588360.cms

    Olá pessoal!

    Sou escocesa, moro em Porto Alegre e estava bem lá quando o atropelamento aconteceu. Estou compartilhando nossa história para os falantes da língua inglesa fora do Brasil. Estava envolvida em Massas Críticas em Liverpool, Londres, Budapeste e mais. Mas agora eu gostaria de mostrar para vocês uma história positiva que aconteceu no exterior quase no mesmo tempo. Na Índia foi um tipo de Massa Crítica com 300 pessoas. O ponto que achei interessante é que as autoridades apoiaram bem o movimento, foi organizado pelos “Instituto de Transito e Desenvolvimento” e “A Corporação do Município de Surat”. Também foi apoiado pela Policia.
    O Prefeito e um Membro do Parlamento pedalaram juntos com a multidão, o Vice-Prefeito e o Comissário Municipal também estavam lá para apoiar. Este jornal nacional indiano deu ao movimento uma luz positiva.
    O prefeito disse que “Nós todos devemos dedicar um dia por semana para ir ao trabalho de bicicleta e vamos organizar mais eventos assim com freqüência no futuro.”
    “Precisamos ter espaço adequado e suficiente para os ciclistas nas estradas e nas ruas. Bairros residenciais precisam ser bem conectados com os pontos comerciais e os lugares onde as pessoas trabalham, em ordem a popularizar o ciclismo na cidade.”
    “Precisamos fornecer aos nossos usuários de bicicletas segurança nas estradas da cidade.”

    Que diferença na atitude política né! Imagine como seria aqui se o uso de bicicleta fosse tão incentivado como é lá. Acredito que o Brasil caminha para trás em desenvolvimento moderno se não aceitar a bicicleta como uma das melhores formas de transporte.

    • Faço coro às palavras da moça escocesa. Estive em Buenos Aires no feriado de Carnaval e também fiquei impressionado com a diferença de política de rua que a prefeitura deles tem em comparação com a nossa. A prefeitura de Buenos Aires coloca cartazes na rua e nos túneis do metrô incentivando as pessoas a ir de bicicleta a seus lugares de destino. Existem ciclovias que funcionam a semana inteira! Não são tantas quanto em NY, mas já dão um banho de iniciativa em Porto Alegre que vem mostrando que só quer a bicicleta pra brinquedo de fim-de-semana e bem longe da pista de rolamento…
      Aqui, mais do que em muitas cidades, a massa crítica é fundamental, pois evidencia a necessidade de espaço para a bicicleta. Continuemos…
      Saudações!

  16. Santosh Nascimento G. Silva disse:

    Ola galera da massa critica!
    Sou usuario do automavel, mas tambem gosto muito de caminhar e acho muito saudavel uso da bicicleta, sou simpatico ao movimento massa critica e achei um absurdo os acontecidos de sexta feira, mas a nossa sociedade cada vez mais gera neuroticos e loucos como este motorista e cada vez mais pessoas estao perdendo a humenidade e o respeito pelos seus semelhantes…

    Um abraço e vamos revindicar mais espaço para o ciclista e pedestre nas cidades.

  17. Felipe disse:

    Da mesma forma que o motorista irresponsável foi punido, todos participantes deste movimento igualmente irresponsável e egoista também deveriam.

  18. Pedro Silva disse:

    PESSOAL DIVULGUEM OS DADOS DO ATROPELADOR DE CICLISTAS:
    RICARDO JOSE NEIS(E NAO NEIF)
    TELEFONE 51 9377-4708.
    TENHO O ENDERECO TB.

  19. Siegfried Kobeling disse:

    Bom dia,
    Sou de Curitiba, e ciclista a muitos anos, vi a reportagem e é absurdo o que ocorreu com todos aí, lamentável, espero que todos estejam bem, ora, cadeia prá ele o que é dificil, muda Brasil, vamos lutar por diginidade.

  20. Rafael Figueiredo Rosa disse:

    Caso tenham interesse em Assessoria Jurídica, em especial no que se refere à reparação dos danos causados pelo Sr. Ricardo José Neis, coloco-me à disposição para auxiliar os ciclistas atingidos…

    Além de buscar justiça na esfera criminal (que infelizmente, como estamos no Brasil, não deverá resultar em nada), também não podemos deixar que ele saia impune no que se refere à ressarcir os prejuízos que causou aos ciclistas (e esses prejuízos são mais fáceis de recuperar, as imagens são bem esclarecedoras)!

    Se naquela sexta-feira o dia do Sr. Ricardo estava ruim, ele não imagina o que ainda pode lhe esperar…

    Caso tenham interesse em contato, meu e-mail é rafael@verumadvogados.com.br..

  21. Odilon Morais disse:

    Sou de Porto Alegre e ciclista a muitos anos, no Brasil e aqui nos EUA.
    Como posso ajudar?

  22. Rafael santos disse:

    Boa tarde pessoal! Estava felizão por participar pela primeira vez do encontro, mas infelizmente ocorreu este fato lamentável! Resido em Portão à 45km de POA e desloquei-me exclusivamente para participar desta incrível manifestação pela vida que felizmente não ocorreu nenhuma morte (até então)! Foi tudo muito rápido e quase inacreditável! Ouvi ruídos de destroços, olhei para trás e vi pessoas e bikes sendo arremeçadas e emboladas como numa avalanche! Naquele momento, não conseguia asssimilar o que estava ocorrendo! Fiquei em estado de choque e não tive reação! Fui arrastado por bicicletas e pessoas! Caí! Pedi ao colega para arrastar eu e a bike para a calçada e depois encontrei a roda traseira à 50 metros do local que estava! Estava todo esfolado e com o joelho bastante avariado, pois foi esmagado ao chão! O pavor e a gritaria pairava no ar! Começaram a chegar as ambulâncias e como via pessoas mais apavoradas e estarradas no chão, imaginei que estavam com mais ferimentos que eu, então mantive a “calma”, juntei a bike, desentortei as duas rodas, enrolei o que estava pendurado para ao menos conseguir empurrar a bike até à estação Mercado para poder retornar à minha cidade! Infelizmente também fui o entrevistado que saiu no jornal ZH de sábado e no Diário Gaúcho de sábado e domingo. Gostaria de ser entrevistado por fazer parte de algo que possa contribuir para a vida de todos nós, neste presente e no futuro, sejam para os racionais ou irracionais! Imagino que a grande maioria das pessoas querem um mundo melhor para viver, entretanto, poucos fazem algo a esse respeito! Expresso aqui meus sentimentos a todos “lesionados” direta ou indiretamente com o fato ocorrido! Não faço apologia contra carros ou outros veículos, muito pelo contrário, gosto e utilizo-o muito, entretanto, faço apologia de celebração à vida do dia de hoje e do futuro! “Reflitam todos a respeito de qual legado queres deixar para seu filho, neto, ou quem sabe seu pai, sua mãe, seu amigo!” Todos podemos ter uma vida melhor, simples assim! Abração e continuamos:”Bicicleta! Um carro a menos!”

  23. Ramiro disse:

    MASSA CRÍTICA = CONCIÊNCIA CRÍTICA…AGORA PREPARANDO RESPOSTA EM MASSA ! VAMOS AGIR CONSCIENTEMENTE…ONDE HÁ LUZ NÃO EXISTE OBSCURIDÃO !… MAIS AMOR, MENOS MOTOR !
    re-passo : “todos que quiserem e puderem a irem vestidos de branco na manifestação amanhã. Lembrando que não é uma marcha de ciclistas, nem da Massa Crítica (que só existe na última sexta do mês). É uma marcha a pé por justiça, humanidade e respeito.
    Pelo fim da lei da selva no trânsito!”
    É terça-feira, dia 01/03, às 18h30 no Largo Zumbi dos Palmares (Largo da EPATUR). Sairemos em caminhada às 19h

  24. Cléber disse:

    Tem mais vídeos do momento anterior ao atropelamento? No qual supostamente o atropelador estava sendo agredido.
    A grande mídia está dando mais atenção a esse momento do que ao atropelamento. Como se uma coisa justificasse a outra.
    No Jornal Nacional passou um vídeo amador (ou de circuito de vigilância) que dava uma visão aerea do ocorrido. Nesse vídeo não se consegue ver o tal momento da “agressão” ao atropelador?
    Nas fotos do carro localizado após o atropelamento, publicadas tanto pelo Zero Hora quanto pelo R7.com, não consegui ver vidros que possam ter sido “quebrados” pelos ciclistas. A não ser o vidro frontal, quebrado pelos corpos dos ciclistas atropelados.
    Retrovisores me parecem intactos também. Alguém tem mais dessas fotos do veículo quando localizado? Vi nos meios de comunicação supracitados que os fotógrafos foram: Cristiano Estrela e Fernando Gomes. Quem sabe esses veículos de comunicação tenham mais fotos e possam publicar algo mais esclarecedor.
    Com um perito a comentar as fotos, por exemplo.
    Minha solidariedade aos atropelados.

  25. André Burmeister disse:

    Olá. Gostaria de um email para enviar um material interessante que tenho sobre ciclovias para vocês. Não consegui achar no site.

    grato

    André

  26. B. RODRIGUES disse:

    Não consegui, no material do MASSACRÍTICA/POA, encontrar ALGUÉM ESPECÍFICO para quem dar ideias e informações sobre o ocorrido no 25-02. Meu endereço, assim com’o meu portal vindouro, JÁ é de interesse público/humano e, como tal, NÃO será compatível com a ideia de esconder a quem seja que se apresente como interessado em tal objetivo. PESSOAL: Há algo de MUITO errado em tal escondimento. Com quem É que se pode falar? RODRIGUES

  27. B. RODRIGUES disse:

    TAMBÉM INFORMO QUE MEU ENDEREÇO É , E PEÇO QUE ALGUÉM, COM ENDEREÇO CORRESPONDENTE, PROVE ESTAR INTERESSADO EM INTERAÇÃO PRODUTIVA E RESPEITOSA — OU SEJA: EM ALGO MAIS QUE APENAS VENDER SEU “PEIXE” SOBRE ESTE/AQUELE ASSUNTO. UM ABRAÇO NÃO ESCONDIDO… RODRIGUES

  28. Jaciara disse:

    olá!
    Sou natural do interior do estado e neste ano vou morar em Porto Alegre. Há mais de um mês venho “enchendo o saco” lá em casa pra ganhar uma bicicleta, o que me facilitaria a vida numa cidade de imensas distâncias.Minha mãe insiste em dizer que é perigoso, que em PoA ciclistas não são respeitados…e agora essa quase tragédia acontece.Não pretendo desistir de fazer parte de uma movimento inteligente devido a burrice de alguns…espero que o acontecido não desestimule aqueles que pensavam em ingressar na massacrítica, nem que a ideia enfraqueça por parte daqueles que já a defendiam. NÃO PODEMOS NOS INTIMIDAR!
    Além disso, gostaria de saber se, além de cobrar respeito a esse meio de transporte, o movimento cobra das autoridades a construção de ciclovias, que é o que deveria existir – ainda mais levando-se em consideração toda a discussão a cerca de energia, sustentabilidade e aquecimento global.
    Por fim, que a justiça seja feita , que o responsável pelo atropelamento seja efetivamente punido; que os feridos se restabeleçam da melhor forma e que o Massa Crítica cresça mais e sempre!!!

  29. Geison disse:

    Ola!
    Apenas como esclarecimento. Tava mexendo no site do zero hora e vi uma matéria intitulada “Ciclistas sugerem plano educacional para motoristas ao secretário municipal de Governança” onde tá escrito: O Massa Crítica sugeriu ao secretário um plano educacional para motoristas. Segundo o grupo, neste momento o mais importante é educar os condutores em relação ao trânsito seguro para ciclistas e não incentivar o uso da bicicleta.
    É isso mesmo? não incentivar o uso da bicicleta? Achei bem estranho.
    Obrigado. Abraço!

  30. B. RODRIGUES disse:

    E aí, Pessoal? Ontem (1º-3) eu INFORMEI o meu endereço eletrônico (deletado na publicação), porque interação completa NÃO admite pessoas anônimas — e tenho contribuição/-ões sobre o MONSTRORISTA. Então há algo faltando, e esse algo é de SERIEDADE para com o interesse público. Por quê o medo? Daqui, um abraço SEM MEDO. Rodrigues.

  31. João disse:

    Olá,
    Possuo um site e um canal no You Tube que fala à respeito de violência vs vídeo games visando protestar contra um projeto de lei de um Senador que tenta proibir a comercialização de jogos com teor de violência. Não pretendo entrar em detalhes quanto à isso, mas, gostaria de fazer uma análise do perfil do motorista que causou esse lamentável acidente (se é que podemos chamar isso de acidente), em fim, como não tenho hábito de plagiar notícias, (meu conteúdo é 100% escrito ou cedido com autorização) e por isso gostaria de pedir uma ou duas fotos que pertençam ao movimento de vocês para que eu possa fazer uma matéria sobre o assunto do atropelamento. Eu gostaria se possível, um contato por msn, pois assim poderei explicar melhor minhas intenções.

    À baixo, segue uma amostra do meu material para que possam compreederem um pouco sobre de que se trata:

    Aguardo contato e obrigado.

  32. Marcelo Bastos disse:

    Olá!
    Quero deixar minha indignação com o ocorrido com vcs, com a ação do atropelador desumano. Precisamos ter atitudes como a de vcs para criar uma vida em sociedade melhor. O carro está para a sociedade como o cigarro para o corpo humano. Um abraço.

  33. Gilmar Angelo Lago disse:

    ATENÇÃO PESSOAL DO MASSA CRITICA… Vou relatar o que aconteceu onte a tarde dia 03/03 as margens da praia de ipanema em Porto Alegre, estava eu voltado para casa com minha filha da escola de patinação quando entro na orla de ipanema deparo com um honda fit, e mais dois veiculos importados estacionado dentro da ciclovia com os motoristas batendo papo estaciono meu carro e ligo para EPTC, neste intevalo o honda fit percorre toda a ciclovia de ipanema com uma camioneta equipada com grua e cameras de filmagens tripulada com +- oito pessoas fazendo as tomadas do veiculo novo e os ciclistas pedalando na calçada. Neste intervalo um ciclista reclamou para o motorista do carro estacionado e ele fez gestos obcenos quando chegou um fiscal da EPTC, senti que eles estavam tentando fazer amizade com o fiscal, apertando a mão e rindo, neste momento chega o fit e a camioneta com o pessoal, pois eles fizeram a volta pela av. tramandai e voltaram ao ponto de partida da tomadas de filmagens. Me aproximei e me identifiquei dizendo que foi eu quem ligou para EPTC e que os tres carros estavam estacionados dentro da ciclovia e o fit percorreu toda a extensão da mesma. Eles por serem da midia e darem o exemplo agirim acima do bem e do mal estavam em um grupo de 15 pessoas. Os dois motorista que estavam estacionado dentro da ciclovia ficaram o tempo todo rindo,talvez sabendo da impunição,ou a multa se é que teve, é troco para eles.Me retirei pois estava com minha filha de 12 anos sem antes dizer umas verdades para o grupo inteiro.CICLISTAS NÃO TENHAM MEDO DE DENUNCIAR ,NESTA SITUAÇÃO LIGUEM PARA A FISCALIZAÇÃO

    • heltonbiker disse:

      De uns meses para cá, comecei a ligar para a EPTC por qualquer irregularidade de trânsito que vejo, em especial estacionar sobre calçada e até mesmo sobre faixa de segurança. Infelizmente até agora eles nunca chegaram a tempo, mas eu não vou desistir e vou continuar ligando.

  34. LUIS CARLOS disse:

    Olá pessoal do M. Crítica, fiquei louco de raiva desse cara que fez essa atrocidade com todos aqueles que estava fazendo um passeio ciclistico, pois a onde estão nossas autoridade que não apoiam essa passeio maravilhoso, pois falam muito em um mundo sem poluição, esse é um meio de transporte que não polui o meio ambiente, tansforma o passeio em saúde e felicidade, pois só quem anda de bike é o sabe o quanto é muito legal, vamos deixar a poeira baixar, já que esse safado tem regalias e pegar esse CARA DE LOUCO e dar um corretivo nele ai ele vai ver o que é bom pra tosse, se ele tivesse matados 08 ou 09 pessoas ou mais ele estaria internado, e outros pedidos Habeas Corpus pra ele, isso é Brasil, mas isso um dia vai mudar por bem ou por mal, vamos em frente pessoal, um grande abç. tds. vçs.

  35. Roberto Pegler disse:

    Olá amigos !
    Estive refletindo sobre o absurdo atropelamento do dia 25/02 e acho que essa é uma grande oportunidade de sensibilizarmos a população.
    A violência cometida pelo senhor Ricardo Neis é injustificável e ele deve ser julgado pelo que fez. Porém, qual a pena ideal para ele ?
    Acredito que poderíamos utilizar esse epsódio para deflagarmos um processo de conciência humana e sensibilização contra toda essa violência.
    Deixo claro que trata-se de minha opinião e que não fiz nenhuma análise mais profunda do caso, mesmo porque não sou advogado.
    Eu sugiro a vocês do MASSA CRÍTICA que pensem na posibilidade de “perdoar” o senhor Ricardo Neis pelos seus atos e utilizar essa ação como estratégia de sensibilização da sociedade como um todo. A idéia é trazer o senhor Ricardo Neis para uma conciência humana e ambiental, fazendo com que ele passe a ser um dos ativistas ambientais sobre bikes e caos urbano. Ele, de uma certa forma, é uma vítima dessa cultura corporativa, insensível, consumista e alienada. Se conseguirmos transformar esse caso trágico e darmos uma reviravolta nos fatos, faremos com que toda a mídia dê cobertura, mas de forma positiva e não como mais uma tragédia urbana banalisada.
    Sei lá… há várias formas de pensarmos o que fazer, mas eu acho que o ódio cultivado pela sociedade nesses casos de violência urbana sempre acaba em banalização e só beneficia a mídia e entopem de comentários vazios as redes sociais.
    Vamos fazer diferente ?
    Tái o meu recado.
    Por favor, não se ofendam, pois sei da dor que as vitimas passaram e sou totalmente solidário a elas, ok?
    Abraço a todos.

  36. Renato S. Pecoitz disse:

    Ola pessoal quero prestar solidariedade ao Massa Critica, pela tragédia que o tal monstroísta, fez contra os herois que pedalavam em defesa de um mundo menos poluído em todos os aspectos. Coragem voces são nossos gerreiros eu moro na cidade baixa e uso minha magrelinha todos os dias, estive no dia e no local da tragédia, por mue horária de trabalho fica incompatível de participar passeio com voces quero me organizar e conseguir pedalar com voces. Apoio total ao MASSA CRITICA. Forte abraço a todos em especial oas feridos.
    Gostaria de sugerir que instituissemos o dia municipal da bicicleta (25/02), para que fique marcado pra sempre na conciêcia da população portoalegrense esta data. Basta de violência e poluição. Punição exemplar para o assassino já.

  37. Renato S. Pecoitz disse:

    ola pessoal do Massa Crítica, estou me mudando para o interior do rs e gostaria de fundar um “Massa Crítica” nesta cidadezinha que tem + ou – 7.000 habitantes (no site está em ingles tem tradução) pois não fico sem minha magrela e uma pedalada amiga, além de divulgar a déia central do movimento Massa Crítica. Um braço a todos aguardo contato.

  38. Aline disse:

    Oi, como faço para entrar em contato com vocês? Gostaria de saber se vai ter um ato na frente da prefeitura no dia 25/03/2011, em referência a 1 mês do atropelamento dos ciclistas.
    Atenciosamente,
    Aline

    • ntlnck disse:

      Dia 25 é a última sexta-feira do mês, dia de Massa Crítica! Seria legal se fizéssemos um trajeto que passasse na frente da prefeitura sim, ótima idéia!

    • Renat0 S. Pecoitz disse:

      Oi Aline aparece lá no largo Zumbi dos palmares, dia 25/03 as 18:15h certamente faremos uma manifestação, buscamos o maior nº de ciclistas possível, ok.

  39. Elton Pinheiro disse:

    Elton Pinheiro, 49 anos – estudante de direito.

    Atropelamento de manifestantes ciclistas no RS.

    Não posso me calar diante desse acontecimento. Posições arraigadas em defesa do motorista Ricardo Neis invocam o respeito a garantias constitucionais como o direito de ir e vir. Inclusive alegou o delegado, Gilberto Montenegro, responsável pelo caso, “Aqui não é a Líbia. Aqui tem toda a liberdade para fazer manifestação, desde que avisem as autoridades. Faz a tua manifestação, mas não impede o fluxo de automóveis. Se tu impedes, dá confusão, dá baderna, dá acidente. Fica o alerta”. Este ao comparar a iniciativa da manifestação do movimento Massa Crítica com a situação da Líbia, ultrapassou o sinal. Que cruel comparação!
    Esquece o nobre delegado que o princípio, hoje estampado na carta magna e tão esbravejado pelas autoridades é fruto de muitas e muitas manifestações de ruas, como esta realizada pelo movimento. Pessoas que se entregam a causa em prol da melhor convivência em sociedade. Estes os verdadeiros artesões do Estado Democrático de DireitoS não medem esforços em lapidá-lo. Porém, para os detentores do poder está tudo bem enquanto todos concordam com tudo, “tudo na mais perfeita ordem”. Ora, convenhamos! Não se pede autorização para protestar! E a pergunta que não quer calar é: respeitaria e aguardaria o agressor pacificamente a realização da manifestação se ela autorizada fosse? É esse o caso? Não creio. Qualquer pessoa ciente das conseqüências do ato de avançar sobre ciclistas com um veículo, jamais o faria, só se for louco.
    Sobre a alegação do motorista de ter agido em legítima defesa reagindo à ação dos ciclistas que avançaram contra o veículo. Eu pergunto: o que teria motivado a revolta? Sim, porque esse é o “x” da questão!
    Segundo o CP, art 25, age em legítima defesa quem, usando moderadamente dos meios necessários, repele injusta agressão. O que não foi o caso.

    Quanto ao delegado, fazendo um contraponto com suas alusões a Líbia, é bom lembrá-lo que neste exato momento do vale tudo instituído pelo poder das forças de opressão de Kadafi, os pilotos militares Attia Abdel Salem al Abdali e Ali Omar Gaddafie, descumprindo ordens expressas de bombardear Benghazi, ejetaram de sua maquina de guerra e desertaram. Creio que isso sim, seja, respeitar o direito de ir e vir tanto quanto a desproporcionalidade do poder de fogo do oponente!

    Vale refletir….!

    Elton Pinheiro
    Fpolis-SC

  40. Renat0 S. Pecoitz disse:

    Ola pessoal do Massa Crítica, todos mobilizados para o dia 25/03, nos encontraremos por lá, pedalada pacífica, porem marcante, precisamos de todos, convide seus amigos, divulgue nossa idéia. Em busca de 1000 bike. Abraço e até mais.

  41. Jose Marcio Faria disse:

    Olá,

    Os ciclistas da cidade de Lavras, no sul de Minas Gerais, também vão demonstrar sua solidariedade aos ciclistas gaúchos, no dia 25/03, por meio de um passeio ciclístico. A matéria está aqui:

    http://www.jornaldelavras.com.br/index.php?p=10&tc=4&c=1845

    Após o passeio, enviarei fotos e a repercussão na imprensa local.

    Abraços a todos!

    José Marcio Faria
    Lavras, MG

  42. rafa disse:

    muito bonito, mto legal e tal.
    mas ficar colando cartazes do movimento em paradas de ônibus de Porto Alegre só irá contribuir para que nossa cidade permaneça um legítimo chiqueiro.

  43. Jose Marcio Faria disse:

    Prezados,
    Qual é o e-mail de vocês? Procurei no site e não achei. Gostaria de enviar umas fotos do passeio ciclístico que realizamos na noite de sexta (25/03) aqui em Lavras, MG, em solidariedade aos ciclistas gaúchos.
    Obrigado.

  44. Olavo Ludwig disse:

    Ficou meio esquisito estes comentários para esta página inicial, agora que todo o conteúdo do site está no Vá de Bici Porto Alegre ( http://vadebici.wordpress.com/)

  45. Nossa!!! Que pena que optaram (quem optou?) por encerrar o site!!! Estava claro que a opnião era de quem escrevia e não de tod@s! Mas melhor seria então se tod@s tivessem login e pudessem escrever, e em havendo controvérsias, que se colocassem nos comentários.

    Sou do ABC e por aqui temos um blog para a Massa Crítica/ Bicicletada (www.bicicletadaabc.wordpress.com). Depois do acontecido de Porto Alegre, sempre passava por aqui pra saber das novidades. Não sei porque fizeram isso mas considero um grande equívoco… espero que continuem debatendo o assunto (ter ou não um blog para a Massa Crítica).

    Abraços.

  46. Luiz Carlos Cony disse:

    Alo amigos da Massa Critica, sou participante à 4 passeios e gostaria de sugerir um trajeto feito por mim durante uma tarde entre 15h e 16h;

    largo zumbi -> josé do patrocinio -> sebastião leão -> geronimo de ornelas -> ramiro barcelos -> cabral -> mariante -> viaduto -> silva só -> entra ipiranga a esquerda -> entra vicente da fontoura a direita -> segue até Bento Gonçalves -> entra a direita joão pessoa até ipiranga a esquerda -> entra azenha a esquerda -> segue até rotula do papa -> desce josé de alencar -> entra mucio teixeira-> entra botafogo a direita -> entra aureliano de figueiredo a esquerda -> segue até borges de medeiros a direita chegando no largo zumbi dos palmares.

    Este trajeto tem 14km, foi feito em 1h e 5mim no horario acima citado.
    Desejando um bom mês de abril aos companheiros de pedal deixo aqui o meu abraço.

    Luiz Carlos (Polako)

    • Felipe Koch disse:

      bom trajeto, creio que seja importante variar mesmo, para conscientizar um número maior de pessoas. e quanto mais gente/residencial (pelo horário) for, melhor. pois os trajetos já feitos possuem varias lacunas em que se passam por lugares ermos ou comerciais (vazios pelo horário).

      • pedrolunaris disse:

        sou contrário a decidirmos o trajeto de antemão. sei que já foi feito várias vezes… sei que tem vantagens. mas um dos gostos da MC, e que talvez tenhamos experimentado pouco, é a total espontaneidade do evento. e vamos ir para onde formos! e, nesse dia, nessa hora, vamos parar o trânsito por onde passarmos! claro, com cuidado e respeito, e sentindo as necessidades.

        essa é minha opinião.

  47. Felipe Koch disse:

    com o nome de massa crítica, ou não, o importante é manter o canal de comunicação, que, pelo que entendi, nunca esteve tão movimentado.
    ao interrompê-lo bruscamente temo pela confusão e esquecimento do ponto principal: discutir o(s) meio(s) de transporte(s) e suas implicações na rotina e desenvolvimento das cidades.
    seja lá com qual nome o importante é manter o canal aberto.
    abraços.

  48. Felipe Koch disse:

    nesse momento acho importante concentrar forças. o blog estava sendo um espaço para isso. se cada um postar em seu próprio blog a força vai desaparecer. sem espaço para discussão as idéias vao estar como estavam antes: guardadas em cada um.
    é necessário um espaço virtual de manifestação, e o espaço já está conhecido.
    se for anárquico tanto melhor: cada um pode dar sua opinião, sem depender de ser filiado a algum grupo, com suas politicagens características.
    talvez um formato de grupo de discussão ao invés de blog ajudasse.
    o importante não morrer na praia.
    chegar ao sucesso de público consciente a que se chegou e recuar é fugir da raia.
    mantenham o espaço vivo, sob o nome que for, mas não abandonem os seguidores.
    embora eu não entenda o porque da mudança, uma vez que já está conhecido.

    • Felipe Koch disse:

      explicar a organização da massa é o melhor caminho. obviamente muitos não vão entender. mas nada é compreensível a todos. toda unanimidade é burra.

      quem não posta quer motor!

      hahaha. brincadeiras a parte, Porto precisa da Massa e a mobilização virtual é a melhor ferramenta hoje (o mundo é virtual), sem ela a Massa vai morrer. não permitam.

      • sergiok disse:

        Oi Felipe.
        A Massa não vai morrer sem a mobilização virtual. A massa tem vida própria agora. A mobilização virtual vai continuar acontecendo mais descentralizada e a massa vai continuar acontecendo toda última sexta feira do mês.

    • Marcelo disse:

      Felipe, existe um grupo de discussão no Google Groups e um fórum: http://we.riseup.net/massacriticapoa

  49. Augusto, você irá encontrar o triciclo a venda na Maraschin, lá na Bento Gonçalves, em torno de R$ 550,oo…

  50. Felipe Martini disse:

    Acho um equívoco fechar este espaço com tanta visibilidade, mais adequado seria que houvesse um simples aviso junto ao topo do blog explicando que as postagens são de responsabilidade única de quem os escreveu. Assim é no sítio da Massa Crítica de Buenos Aires, por exemplo.

  51. Andres disse:

    Hola:

    Eu soy de Buenos Aires, nao falo portuguez mais voy a tratar.

    Eu vai para Porto Alegre sabado 02 de maio. voi facar uma semana. Tem alguna actividad para esa semana. Eu voi con mia bicicleta. Eu hago masa Critica en Buenos Aires. y trabalho aqui: http://lafabricicleta.blogspot.com/ Voce ten en POA un taller solidario?

    Abrazo, Andres

    • sergiok disse:

      Hola Andres. Estamos organizando um taller solidarioem um espaço comunitário chamado Cidade da Bicicleta. Mas ainda há muito trabalho a ser feito lá. Se quiser pode combinar com alguém e ir lá conhecer. E quem sabe ajudar com dicas da tua experiência.

      Abrazo

  52. Douglas disse:

    Amassados pela crítica.

    Cultura do carro – 1000 X 0 – Massa Crítica

    • sergiok disse:

      Como assim? Tu foi na última Massa Crítica pra ver como ela dobrou de tamanho mesmo com chuva?

Os comentários estão encerrados.