Blogs

Não existe um blog específico da Massa Crítica de Porto Alegre. Isso porque a Massa Crítica não é um grupo, mas sim um evento – que acontece em Porto Alegre espontaneamente, toda última Sexta-feira de cada mês, tendo a concentração a partir das 18:15 e a saída às 18:45 no Largo Zumbi dos Palmares. No resto do mundo, o dia, horário e a peridiocidade podem variar.

Se você está procurando algum blog, indicamos esses (olhe nos links para mais páginas):

Vá de Bici!

Bicicletada

1 Carro a Menos

Apocalipse Motorizado

Cíclicas

Feliz Cidade Feliz

Pedalante

Pedalinas

Porto Alegre RESISTE!

Transporte Ativo

Transporte Humano

Vaga Viva Poa

26 respostas para Blogs

  1. clau disse:

    O atropelador dos ciclistas foi solto por um judiciário conivente com os fora da lei por isto que sinto vergonha do judiciario do rgs, é importante manter o processo contra este contraventor das leis do transito,tambem pressionar a camara dos vereadores e a prefeitura em diminuir carros nas praças e ruas de POA como nos paises desenvolvidos onde paga-se taxas altas ao estacionar em locais da cidade.

  2. Regis disse:

    porra, metade dos links de blog estao quebrados. foda

  3. greenglossy disse:

    Olá pessoal. Há pouco faço parte dessa turma que curte um bom pedal. Estou a procura do pessoal de Dois Irmãos e região que curta pedalar aos finais de semana, curtir umas paisagens. Se souberem de algo, favor informar! Obrigada =D

  4. Renato S. Pecoitz disse:

    Ola Galera mobilização total pra MC do dia 29/04! Todos lá no Largo do Zumbi se possível levar um novo ciclista pro evento, abraço a todos e até lá.

  5. Renato S. Pecoitz disse:

    Oi Pessoal. Como moro na cidade baixa e pedalo no parque da redenção tenho observado inúmeros carros, utilitários e caminhões no interior do parque, poderíamos organizar um protesto ou protocolar um documento, na secretaria pedindo maior controle destes veículos. Chega de veículos assombrando nosso parque, esses dias atrás, quase fui atropelado dentro do parque.

  6. Ola,

    estou fazendo um especial sobre bike como meio de transporte no meu blog (sobre cultura) para levar este assunto tb para as pessoas que nao estao ligadas nele.

    Gostaria de uma participacao especial de vcs.
    Se tiverem interesse, por favor me enviem um e-mail.

    paulalaffront@gmail.com

    o blog e o http://casadetijolinhos.blogspot.com/

    obrigada!

  7. José Antônio Berta Antunes disse:

    Sugiro que compareçam à 2ª reunião do Eixo Temático Desenvolvimento Urbano e Ambiental, do V Congresso da Cidade, no auditório da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da PUC, em Porto Alegre, no dia 1º de junho às 19h, pois o tema será Mobilidade Urbana.

  8. Terezinha Mello disse:

    Olá, são 02 perguntas:
    Como faço p/ participar do massa critica?
    Onde tem aluguel de bike próximo porto do cais, mercado público de Porto Alegre?

    Aguardo retorno,
    obrigada, Terezinha

    • sergiok disse:

      Oi Terezinha. A Massa Crítica acontece toda última sexta do mês. É só aparecer no Largo da Epatur pelas 18:15. O pessoal normalmente sai pedalando pelas 19h.
      Não conheço aluguel de bike em Porto Alegre. Só conhecia o da redenção que não existe mais.

  9. marianafonseca disse:

    Uma triste notícia
    É com muita tristeza e emoção que anuncio o falecimento de meu pai, João Fonseca, um participante ativo do movimento Massa Crítica Porto Alegre.
    A Missa de 7° dia ocorrerá na Igreja Nossa Senhora de Lourdes, quinta-feira, dia 9 de junho, às 18 horas. Para maiores informações, favor me contatar no endereço maridfonseca@hotmail.com

  10. Leandro disse:

    olá, será q tem espaço pro meu link ai? Meu blog está crescendo bastante no mundo das bikes modificadas, rebaixadas e enfim, curiosidades, tombos, avisos de conscientização, tudo no BCCN Brasil! http://www.bccnbrasil.blogspot.com vlw!

  11. Boa Noite!
    Venha a publico agradecer o Rapaz, que me auxiliou hoje durante o passeio do Massa critica na esquina da Praia de belas com aureliano de figueiredo pinto.
    Bem como informar que meu paciente encontra-se bem!
    Tambem, saliente que a iniciativa de voces é valida, desde que centrado por ideias que não atrapalhem o bem maior. E ao colega da massa critica que estava discutindo com outros motoristas, na mesma esquina, a melhor resposta para ambos, foi a atitude do seu colega, que ouviu meus apelos, e me auxiliou a fazer o retorno.
    Abraços a todos que pensem sempre em auxiliar o proximo!

  12. claudia disse:

    Vamos nos mobilizar contra a privatizaçao da redençao e contra estacionamentos de carros pois vai aumentar o vandalismo,flanelinas,violencia e comercio clandestino,deve ser proibido carros em qualquer parque de poa,

  13. Vagner disse:

    Podem fazer as passeatas e tudo mais, só que ciclista TAMBÉM deve respeitar a sinalização do trânsito. As ruas são, como sua nomenclatura já menciona, vias PÚBLICAS, ou seja, tanto ciclistas quanto motoristas possuem os MESMOS direitos.

  14. andré disse:

    hoje, na TVE, vi entrevista de um dos cabeças do movimento, juntamente com algumas imagens das atitudes dos ciclistas durante as mobilizações. Agora começo a entender melhor o que se passou na cabeça do cara que resolveu fazer um strike de ciclistas…

  15. Bá boa página esta!!
    estava mesmo procurando alguns blogs/foruns/sites sobre bike/bicicleta..
    Valeu!

  16. Rodrigues disse:

    Contribuição crítica.

    Embora sem expectativas de ter alguma atenção, gostaria de deixar, por descargo de consciência, alguns questionamentos.

    1 – No trânsito, motoristas de veículos pesados e de carros leves, motoqueiros e pedestres agem muitas vezes de forma imprudente e egoísta, por impaciência ou para levar alguma vantagem na situação, prevalecendo-se de sua condição (as vezes por ser mais forte e poder “botar por cima”, as vezes por ser o mais fraco e saber que o outro vai acabar cedendo), enfim, é um meio onde se enxerga muito do comportamento anti-ético na nossa sociedade de modo geral. Nesse contexto, queremos contribuir para um maior senso de cidadania e interesse coletivo, de gentileza de respeito ao outro, ou queremos fomentar uma idéia de “nós contra eles”? Queremos, no trânsito, como na vida, disputar espaços ou causar o mínimo de incômodo aos outros?

    2 – A bicicleta é um meio de transporte que não polui, é ao mesmo tempo lazer e exercício físico, e não tem custo de locomoção. Contudo, as rodovias em geral são projetadas para veículos a motor e é para equacionar o fluxo destes e dos pedestres que é planejada a malha viária, que são definidos os locais e tempos dos semáforos e toda a sinalização de trânsito, etc. São poucas as ciclovias e em geral sem formar caminhos que possibilitem deslocamentos longos. Mas é óbvio que é melhor e mais seguro andar de bicicletas em faixas exclusivas do que numa aveinida com fluxo intenso, paradas de ônibus, e ainda, em alguns trechos, carros estacionados, o que impossibilita o ciclista de andar junto ao meio fio da calçada. Sendo assim, é lógico que os ciclistas tenham como reivindicação, além do respeito por parte dos motoristas, a ampliação de ciclovias e ciclofaixas, inclusive para que mais pessoas se sintam possam optar pelo uso da bicicleta como meio de transporte.

    3 – Se o intuito é andar de bicicleta por lazer (ou “celebração” de um grupo, culto religioso, ou qualquer coisa do tipo), não seria lógica a opção por vias menos movimentadas, áreas de parques e as ciclovias existentes, em vez dos ambientes de asfalto, concreto e poluição das grandes avenidas, e ainda em horários de tráfego intenso?

    4 – Seja para passear, ou para deslocar-se entre sua residência e o itinerário do passeio, e sobretudo para usar-se a bicicleta como meio de transporte no dia-dia, é inveitável que ciclistas compartilhem as rodovias com automóveis e veículos maiores. Nesse caso, se o ciclista quer ter o direito de transitar como qualquer outro veículo, ele também tem o dever de respeitar as regras de trânsito, o que inclui, por exemplo, os semáforos, as faixas de segurança de pedestres, as vias preferenciais, e alguns princípios básicos de educação no trânsito como:

    a) “Nunca trancar o cruzamento”.
    Não temos o direito de prejudicar o deslocamento dos outros quando estes têm a preferência. É uma questão civilidade, de não transformar o trânsito numa guerra entre egoístas.

    b) “Dar preferência a quem está mais rápido”.
    É preciso ter paciência no trânsito, mas não é preciso causar incômodos propositalmente. Especialmente se a velocidade do veículo é segura e está dentro dos limites legais definidos para a rodovia, é injustificável a atitude de obrigá-lo a reduzir quando pode-se usar a pista da direita e dar passagem.

    c) “Veículos lentos trafegar pela direita”.
    Se o veículo irá trafegar sempre mais lentamente do que a maioria dos outros, deve manter-se na pista da direita. Um grupo de ciclistas, por exemplo, ocupando todas as pistas de uma avenida, sendo sabedores de que há um contingente de automóveis sendo freados por eles, estão, na prática, agindo de forma egoísta e exercendo o mesquinho poder de atrapalhar gratuitamente a vida alheia, prevalecendo-se da condição de maioria e de estar na frente. Pra que fazer questão usar todas as pistas?? Isso em nada se confunde com um engarrafamento, por exemplo, pois, nesse caso, o problema é a quantidade de veículos, trafegando na mesma rodovia, no mesmo horário, mas ninguém está propositalmente trancando ninguém, pelo contrário, o que todos querem é sair daquela situação o quanto antes. A analogia mais precisa com a situação citada, obviamente não seria de um congestionamento, e sim, de outros veículos lentos ocupando propositalmente todas as pistas, como, por exemplo, três tratores que, ao invés de andarem pela direita, resolvem andar lado a lado para, propositalmente, trancar o trânsito, prevalecendo-se de sua condição de estar na frente dos demais. Não temos o direito de julgar e ter pretensão de controlar a pressa alheia. Mesmo porque, mesmo uma situação aparentemente supérflua de uma pessoa trafegando sozinha em seu carro particular, por exemplo, pode ser reflexo de um dia extremamente corrido, sendo a locomoção no próprio carro a melhor forma encontrada pela pessoa para sair de seu local de trabalho, passar em mais algum outro lugar que tenha precisado e ir, ainda tendo que buscar os filhos na escola, e depois ir para casa em outra região da cidade. Sem contar que, além de carros particulares, existem pessoas cansadas voltando de suas jornadas de trabalho mal acomodadas em ônibus lotados.

  17. Lídia Macedo disse:

    Oi Pessoal!
    Eu pedalo há um tempão e hoje fui abordada por um integrante do MASSA, na protásio, falando do movimento, da bicicletada nacional, eu curti muito e vou.
    Outro lance que ocorreu após 5 minutos de falar com ele: eu estava subindo por uma rua paralela a protásio, rumo a barão do amazonas e uma doblô da EPTC, parou num cruzamento, super movimentado para dar cobertura pra gente passar. Achei muito legal a atitude da EPTC e vi que finalmente parece que dessa vez, graças também ao MASSA, nós ciclistas estamos sendo respeitados.
    Lídia Macedo

  18. andre Gomide disse:

    Acho que o colega está confuso no uso que é dado para bicicleta…
    “ciclovias existentes…” onde amigão????me aponte uma na zona norte
    Também deve estar confuso com a última bicicletada do Fórum, pois a mesma teve acompanhamento da EPTC e Brigada, estes sim bloqueando o trânsito.
    A propósito, 500 pessoas como a imprensa noticiou foi de chorrar, havia mais de 2000 ciclistas…
    respeitosamente discordo do seu pensamento em diversos pontos, mas concordo que também temos que respeitar faixa de segurança e semáforos no trânsito diariamente. mas ressalto a vc que na última Massa foram a eptc e brigada que fecharam o trânsito e o mesmo iniciou muito além do horário de fluxo intenso.

  19. Sou a favor da bicicleta, mas HÁ CICLISTAS DESRESPEITOSOS

    Aqui vai um relato de um amigo:

    “Vi uma pessoal andando de bicicleta ali na Borges de Medeiros agora na noite (08/03/2012), deviam ser uns 200 ciclistas, paravam o transito, xingaram alguns motoristas de ônibus, um empinou a bike e bateu na traseira do ônibus como represália por ele ter parado no ponto de ônibus, vai entender a lógica dos caras, prejudicam o transito para reivindicar um transito melhor, muito feia a cena. Mas a culpa numa situação como eu vi não é do EPTC, nem do governo, de da maneira como os investimentos públicos são feitos, a culpa do que aconteceu é dos ciclistas, o fato de o transporte coletivo em POA ser uma piada não da o direto de 200 ciclistas ditos revolucionários transgredirem o bom senso e o as regras”.

    Outro relato:

    “Fiquei mais de 15 minutos tentando atravessar a rua NA FAIXA DE SEGURANÇA com sinaleira de pedestres e NENHUM CICLISTA PAROU. De carro ou de bicicleta, infelizmente o desrespeito continua”.

    Desrespeito (se é que havia algum) não se resolve com desrespeito.

  20. Gostaria de convidar todos os partricipantes do blog p/dois atos importantes de carater nacional, pois estarao acontecendo em diversas capitais e cidade do Brasil: o 1º Dia do Basta contra a corrupção, dia 21/4 sabado, 2º.(nao sei local e hora). Dia de mobilzação contra a reforma do Codigo Florestal, dia 22/4,domingo, Redenção,Brik, 9h.
    abraços e boa luta a todos.

  21. Walter Antonio Vianna Filho disse:

    Hoje como faço tres vezes na semana fui trabalhar de bicicleta, venho de Viamão e pedalo 20 km até uma academia, nado 45 minutos, toma um banho e vou trabalhar no centro pedalando um pouquinho mais até lá. Fica de dica para quem quer fazer o mesmo mas não sabe como chegar na trabalho sem estar todo suado.
    Na volta estava indo pela Ipiranga como de costume e fui atingido por um vándalo que passou de carro e se colocou com metade do corpo para fora para poder me agredir com alguma coisa que bateu nas minhas costas e chicoteou na minha pena causando uma lesão. Foi tão rápído e por pouco não cai da bicicleta e também devido a velocidade peguei somente parte da placa do veículo que deve ser um pálio ou fiat tipo de cor escura com final da placa 3043 ou 3143. Fiz uma ocorrencia de agreção na delegacia e fui ao IML registrar a lesão. Ainda irei ivestigar mais para localizar o responsável e aplicar uma punição cabivel para que não ocorra o mesmo com outros ciclistas. A única coisa que não sei dizer é qual o motivo da agreção, se foi só mulecagem ou algum tipo de ódio a ciclistas.

  22. Olá, meu nome é Eduardo e sou professor de Geografia do colégio Bom Conselho, em Porto Alegre, a gurizada do Grêmio Estudantil lá do colégio gostaria de uma palestra de alguém do movimento para incentivar a galera a usar a bicicleta. alguém pode me ajudar? eduardosilva82@yahoo.com.be

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s