HOJE! Chamada: Pedalada Extraordinária Solidária aos Ciclistas Atropelados no Domingo

Nesta terça-feira (15) estaremos nos encontrando, a partir do Largo Zumbi dos Palmares às 18h30, para uma pedalada extraordinária. Vamos pedalar até o DPTRAN – Departamento Estadual de Polícia Judiciária de Trânsito e exigir justiça aos ciclistas atropelados no último domingo (13) em Porto Alegre.

Mesmo que ainda não se saiba o motivo do atropelamento, o caso mostra o prevalecimento que impera no trânsito. Novamente nos sentimos vulneráveis e com nosso direito de circular e compartilhar as vias desafiado.

Venha pedalar conosco e lutar por um trânsito não-violento!

Esse post foi publicado em pedalada. Bookmark o link permanente.

47 respostas para HOJE! Chamada: Pedalada Extraordinária Solidária aos Ciclistas Atropelados no Domingo

  1. Gustavo Melo disse:

    Agora fizeram o correto. Se avisarem a EPTC terão meu apoio ainda maior.

  2. Aires Becker disse:

    Ainda falta muito carro!!!!
    http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20100131/not_imp504145,0.php
    E não dá para tirar um centímetro de espaço dos carros.
    Então chega de falar de ciclovia.
    E quem insistir em pedalar nas ruas vai ser atropelado por acidente ou de propósito, o que não faz diferença, pois de qualquer forma é uma política deliberada!!!

    • Melissa disse:

      Olá Aires, vou interpretar seu comentário como uma brincadeira, porque só pode ser😀

      • Aires Becker disse:

        Ironia!
        Ou triste realidade?
        É o nosso problema!

      • Marcelo Tskin disse:

        É uma política deliberada do governo incentivar o uso do automóvel ao não deixar outra alternativa para as pessoas se locomoverem.

      • Henrique Oliveira (participo da MASSA) disse:

        Amigos da massa, não percamos tempo nos justificando com pessoas que defendem o mundo do jeito que está. Pois é isso que eles querem, instalar entre as pessoas de bem a dúvida e o medo.
        Apenas façamos a nossa parte: pedalar

    • É ironia esse comentário do Aires. Mas engana logo que a gente lê, pois existe muita gente estúpida que pensa dessa forma…

      Cada vez mais me convenço que é necessário LIMITAR o estímulo público à aquisição de automóveis. Permiti-lo é contribuir ainda mais para a perda de espaço nas ruas e aumento da frota de veículos.

      Educação é o que nos separa dos animais que se valem da força para tomar de forma egoista seu espaço.

  3. boa pedalada, pessoal!
    talvez um dia a gente consiga que, em nossa sociedade, crimes de trânsito, na qual o carro é usado como arma, sejam banidos!!! caso siga esse modelo carburodependente muita gente vai perecer seja com sua vida ou parte dela. chega de carros usados como arma! diminuam-se os carros nas ruas, por favor.

    caju

  4. pedra disse:

    vamos ter apoio do eptc e da brigada hoje tambem ?

  5. enio PAiPA disse:

    E ae galera de POA, tudo na paz?

    Vim acompanhando tudo que tem rolado desde o acidente, prestando solidariedade e apoio, na medida do possível. Vendo a foto dessa bicicleta aí em cima, fiquei arretado, por que passa todo aquele filme do dia 25. Mas uma coisa que ainda não vi (pode ser até que alguém já tenha falado) é no SEGURO DPVAT! Qualquer acidente envolvendo veículos motorizados (que pagam SEGURO OBRIGATÓRIO) cabe requerer o seguro para danos materias e físicos. Segue esse link que pode ajudar um pouco vocês.

    http://www.dpvatseguro.com.br/indenizacao/index.asp

    Vi que tinha uma pessoa ajudando juridicamente na época do acidente para fazer B.O. etc. Acho que seria legal alguém trocar uma idéia com essa pessoa sobre o Seguro DPVAT.

    Abraços de Recife!

  6. Caju disse:

    boa pedalada… quem sabe um dia mais respeito nas ruas… viva as bikes!

    caju

  7. Charles Tebaldi disse:

    Hoje seremos escoltados por motos?

    Não tenho nada contra a EPTC ou a Brigada acompanhar, inclusive apóio a idéia, mas que seja de bicicleta.
    Na pedalada continental fomos escoltados e foi simplesmente ridículo. Era como se fôssemos presidiários, parando semáforos ( o que é totalmente contra o que buscamos aqui), trafegando com motos pela calçada, ou até pela contramão, acelerando e freiando perto de ciclistas.
    De parabéns os da EPTC e da BM que acompanharam de bicicleta.

    • Marcelo Tskin disse:

      Não faz sentido serem escoltados por motos. Isso só põe em risco a integridade dos ciclistas. Espero que a EPTC e a BM não repitam o erro.

  8. Alexandre Porto disse:

    Eu acho que…..

    Placa: IBS2141
    * Situação do cadastro em 15/03/2011 – 15h01min

    Data/Hora Órgão autuador Série Infração
    Descrição Valor(R$) Local Situação

    13/04/1997 16:50 DAER 0057201100 00226
    Velocidade Superior À Per 72,86 RS040 KM78 Paga
    18/08/1997 16:25 PRF 2948742590 02186
    Velocidade Superior À Per 76,88 BR 116 KM 152 UF RS Paga
    01/12/2003 14:43 DETRAN – RS D000273377 06920
    VEIC SEM REGISTRO-30 DIAS 127,69 DETRAN Paga
    Pagamento: Tipo: RPV Data: 31/03/2004 Valor: 127,69 Banco: BANRISUL Agência: 0031
    29/04/2010 00:00 DETRAN – RS D001090537 69200
    VEIC SEM REGISTRO-30 DIAS 127,69 DETRAN Vencida
    25/08/2010 11:05 BRIGADA MILITAR – RS BM02524805 55415
    ESTAC-VAGA P/DEFICIENTES 53,20 BORGES DE MEDEIROS, 340 Vencida
    09/12/2010 20:23 DAER – RS CRV600263 60330
    RETORNO PREJUDIC.CIRC/SEG 191,53 ERS040 km 8 Aguarda Prazo Defesa
    12/01/2000 16:06 DAER – RS E000342162 06211
    EXC.VELOC.ATE 20%MAX 127,69 RODOVIA RS/040 Km 33/0 m Paga
    Pagamento: Tipo: RPV Data: 08/05/2000 Valor: 127,69 Banco: BANRISUL Agência: 0107
    05/08/2001 01:20 DAER – RS E001263738 06211
    EXC.VELOC.ATE 20%MAX 127,69 RODOVIA RS/118 km 17/750 m Paga
    Pagamento: Tipo: RPV Data: 26/12/2001 Valor: 127,69 Banco: BANRISUL Agência: 0152
    20/10/2010 12:19 DAER – RS E007992958 74550
    EXC.VELOC.ATE 20%MAX 85,12 RODOVIA ERS-040 km 8,382/BALNE Vencida
    18/01/2010 15:01 DER-SC 8006078441 07455
    EXC.VELOC.ATE 20%MAX 85,12 ROD. SC-411 KM 59,08 – SAO JOA Paga
    Pagamento: Tipo: RENAINF Data: 26/04/2010 Valor: 68,10 Banco: Banco do B Agência: 0318
    18/10/2000 17:31 ALVORADA-RS A1991 05185
    CONDUTOR/PASSAG SEM CINTO 127,69 PRES.GET.VARGAS 2713 Paga
    Pagamento: Tipo: RPV Data: 07/12/2000 Valor: 127,69 Banco: BANRISUL Agência: 0897
    17/01/2007 15:25 CACHOEIRINHA-RS E003850668 07455
    EXC.VELOC.ATE 20%MAX 85,12 FLORES DA CUNHA,3798 B-C/C-B Paga
    Pagamento: Tipo: RPV Data: 02/07/2007 Valor: 85,12 Banco: BANRISUL Agência: 0028
    21/10/2010 10:06 PORTO ALEGRE-RS 2130516 60501
    SINAL VERMELHO SEMAFORO 191,53 TUNEL DA CONCEICAO CB / SARMEN A Vencer
    12/11/2010 08:52 PORTO ALEGRE-RS 2147828 55500
    ESTAC LOCAL/HORA PROIBIDO 85,12 DUQUE DE CAXIAS DF 1297 A Vencer
    10/11/2010 10:40 PORTO ALEGRE-RS 2172052 55500
    ESTAC LOCAL/HORA PROIBIDO 85,12 BORGES DE MEDEIROS AO LADO DA A Vencer
    30/11/2010 10:57 PORTO ALEGRE-RS 2224441 60501
    SINAL VERMELHO SEMAFORO 191,53 PROTASIO ALVES,BC 666 A Vencer
    28/06/2001 11:12 PORTO ALEGRE-RS E001221991 06211
    EXC.VELOC.ATE 20%MAX 127,69 AV. CASTELO BRANCO KM 2 C/B Paga
    Pagamento: Tipo: RPV Data: 26/12/2001 Valor: 127,69 Banco: BANRISUL Agência: 0152
    18/07/2006 10:21 PORTO ALEGRE-RS E003483275 06211
    EXC.VELOC.ATE 20%MAX 127,69 ANTONIO DE CARVALHO 1655 S/N Paga
    Pagamento: Tipo: RPV Data: 02/07/2007 Valor: 127,69 Banco: BANRISUL Agência: 0028
    17/11/2007 10:27 PORTO ALEGRE-RS E004585393 07455
    EXC.VELOC.ATE 20%MAX 85,12 RUA GUADALAJARA, 1035 – NORTE/ Paga
    Pagamento: Tipo: RPV Data: 04/07/2008 Valor: 85,12 Banco: BANRISUL Agência: 0283
    27/10/2010 15:26 PORTO ALEGRE-RS E008049591 74550
    EXC.VELOC.ATE 20%MAX 85,12 AV. IPIRANGA, 8510 A Vencer

  9. igorabsrt disse:

    Ainda não sabemos se teremos a presença da EPTC e BM, muito menos se irão de bicicleta, moto ou carro. Chegando no Zumbi vamos conversar e avaliar como será a pedalada, levando-se em conta a presença de fiscais ou não e o número de participantes…

    Todxs lá! Por um trânsito sem violência! Pelo direito de ir e vir!

  10. Marcus disse:

    Hoje eu vi dois agentas da EPTC andando de bicicleta pela Carlos Gomes. Espero que gente como estes dois nos acompanhe hoje, e não os motociclistas da outra vez.

  11. Pedro Cócaro disse:

    Olá! Eu realmente gostaria de estar presente, porém estudo durante a noite..
    Uma coisa que gostaria de pedir é uma pedalada ao sábado de manhã… Talvez não fosse tão impactante quanto a massa crítica da sexta, mas garanto que muitas pessoas como eu que sempre tiveram vontade poderiam estar presente.
    Obrigado

  12. Leandro Mignot Bernardi disse:

    Tenho acompanhado as manifestações e os acontecimentos e gostaria, sem ofensas, de tecer alguns comentários:

    1 – Primeiramente, quem está disponível as 18h30 para fazer passeata, provavelmente não trabalha ou não trabalhou hoje. A menos que seja funcionário público. Este país precisa de trabalho, não de ciclovias. Trabalho desenvolve o país, ciclovia não.
    2 – Eu duvido que vocês usariam, caso houvessem ciclovias, suas bicicletas para deslocar-se ao serviço.
    3- Os cidadãos que realmete se valeriam das ciclovias, pois não tem condições de ter carro, sequer têm capacidade intelectual para realizar uma passeata.
    4 – Vocês têm ideia do custo de uma ciclovia que abranja toda a cidade? Saúde, segurança e educação é principal né!? Ciclovia não está entre os direitos fundamentais…
    5- Bicicleta é pra andar na praia ou no final de semana. Aqui não é a Europa nem nunca vai ser. Ainda bem!
    6 – Final de semana tem vários locais para andar de bicicleta, corredor de ônibus, gasômetro, ipanema e tal…
    7 – Repito, aqui é Brasil, estado em notório desenvolvimento. Isso se dá através de TRABALHO. Passeata, que eu saiba, não é trabalho, é vagabundagem.
    8 – 18h30 da tarde é hora do rush… vcs só podem estar de sacanagem, ou estão realmente querendo que alguém morra para chamar bastante atenção o que, na minha opinião, é o real intuito destas manifesteções.

    Me desculpem se fui rude em algum momento. Espero, realmente, que esta guerra entre carro e bike termine logo e de forma pacífica antes que uma tragédia de verdade aconteça. E, nesta guerra, vcs estão em desvantagem. Eu queria muito, pegar minha bicicleta e poder fazer um passeio com vocês num domingo. Agora, dia de semana as 18h30 da tarde, não há condições….

    Cordiais saudações,
    Leandro Mignot Bernardi

    • motionsc disse:

      Hahahahahahaha (rindo pra não chorar)

    • igorabsrt disse:

      Ainda bem que a Massa Critica é nas sextas… se fosse no domingo… olha o tipo das figuras que iam aparecer. Só rindo pra não chorar.

    • Cyro disse:

      vc disse sem ofensas? mas suas palavras ofenderam meu amigo, eu trabalho, e faço faculdade, e ando de bike pra me transportar, assim como muitos outros! E eu fui pra la pedalando encontrar o pessoal depois de trabalhar pra prestar meu apoio aos ciclistas atropelados, pois sou humano e solidário!
      Se for assim o tal horário de pico as 18:30 dos trabalhadores e até antes desse horário que sempre ta cheio de carros, deve ficar cheio de carros vadiando sem trabalhar também né? so na sua cabeça cara, cada um sabe do seu tempo e percurso à fazer!
      É cada um que aparece!
      A bicicleta é um meio de transporte em qualquer lugar do mundo, até em países de terceiro mundo, inclusive Colombia é um exemplo disso, países mais pobres que o Brasil, como na China, entre outros, até os mais ricos, e no Brasil não é diferente, também é um transporte alternativo, apesar de não sermos respeitados no trânsito pela intolerância de certos motoristas, que tem a mentalidade de que bicicleta é so pra passeio, e coisas desse tipo, de gente mal informada e preconceituosa e que acham que todos são obrigados a andar de carro deixar a pista apenas para eles, mas a pista é pra ser compartilhada com as bicicletas também! Lei de transito amigo, se informe!!! apenas queremos mais respeito no trânsito, e melhores condições de pedalar em paz, pois temos esse direito!
      A bicicleta ser usada como meio de transporte é uma questão de escolha de cada um, se vc não gosta de bicicleta ou acha que ela não te serve como transporte so pra passeio, isso é uma opinião sua, assim como tenho a minha e acho a bicicleta um excelente meio de transporte para mim! Vc se julgar mais trabalhador que alguem que anda de bike que consegue achar tempo pra ir fazer alguma coisa depois de trabalhar ao invés de sair do trabalho correndo de carro pra casa, isso é só o que vc pensa também, o problema do Brasil é que existem alguns acomodados e alienados, que não lutam pelos seus direitos, e quando vêem alguém que luta, se sentem incomodados e saem julgando sem conhecimento…

      • Leandro Mignot Bernardi disse:

        Mais uma vez, me desculpe!
        Eu conheço as leis de trânsito, sou advogado. Ainda acho esta uma briga inútil, uma guerra sem fim. No nosso país não há como conciliar carro e bicicleta no trânsito. Olha o que morre de gente de moto todos os dias, imagina como seria de bicicleta (proporcionalmente falando).
        Após o fatídico atropelamento coletivo, acho que a galera da bike resolveu andar ainda mais de bicicleta e, ao que me parece, estão ocorrendo atropelamentos todos os dias. Acho que não é só questão de intolerância, é um problema cultural do Brasil e, principalmente, de Porto Alegre! Vivemos, literalmente, em uma província. Aqui, mais do que em qualquer lugar do mundo, as coisas novas demoram para terem aceitação.
        Acho que a luta por um transporte público de qualidade teria mais efetividade. Temo apenas pelas vidas que estão em risco com esta guerra.
        Metade da cidade nem sabe quem são e o que querem os militantes do Massa Crítica.
        Acredito que um forum de discussão com a presença de autoridades e mostrando os prós e contras da bicicleta no trânsito teria mais efetividade inclusive para divulgar a causa de vocês. Pense nisso!
        Me disponho inclusive a participar de uma discussão sadia argumentando meu ponto de vista.
        Grande Abraço,
        Leandro

      • Melissa disse:

        Leandro, se você acha que deve-se lutar por transporte público de qualidade e fazer um fórum de discussão com as autoridades sobre bicicleta, bom, então pode até se juntar a nós, porque os ciclistas fazem isso! Claro que o foco é sempre na bicicleta, mas costumamos defender o transporte público nas reuniões que já tivemos com as autoridades (que nas cidades conscientes, têm intermodalidade com a bicicleta).
        Se não fizéssemos nada além desses diálogos com as autoridades públicas, me desculpe, quase ninguém conheceria a causa da bicicleta em Porto Alegre e levaria séculos para o assunto entrar em pauta. Os políticos não iam se interessar, há anos atrás até ririam da cara de quem tentasse defender a bicicleta como meio de transporte.
        Imagino que tu pense que essas coisas mais politizadas são mais eficazes por ser advogado. Mas não se esqueça que até hoje no Brasil, as atitudes que realmente mudaram o país foram sempre baseadas na mesma coisa: pessoas que saem em massa na rua exigindo seus direitos, chamando a atenção popular. Isso sim é eficaz!
        Então pare de dizer que a Massa Crítica ou qualquer atitude tomada por ciclistas por um trânsito mais humano é “briga inútil”. Inútil é ficar de braços cruzados diante do que Porto Alegre está se tornando.

    • Gustavo Melo disse:

      1 – Primeiramente, quem está disponível as 18h30 para fazer passeata, provavelmente não trabalha ou não trabalhou hoje

      Concordo só com essa parte. No resto falou bobagem. A CALOI é uma indústria que gera empregos e renda.

      • Matheus disse:

        Agora perdeu de ficar quieto. Eu trabalho no mínimo 9h/dia e consigo chegar no encontro da Massa às 18:45 no máximo, pois me planejo para conseguir sair antes das 18h neste dia, vou pra casa rápido, pego a bike e me mando.

        Outra coisa: Outro dia (“madrugada”, para a sociedade lazy) eu estava correndo na ipiranga, atravessando uma faixa de segurança e tive que ouvir de um gordo de dentro de um carro “Vai trabalhar vagabundo”, querendo a preferência sobre mim em cima da faixa. Caro Sr. Gordo do carro, eu acordo às 5:30 da manhã justamente para poder correr antes do meu trabalho, que começa às 8h. E, dado nosso contexto, não sou bem eu quem sou o vagabundo… Quem só faz as coisas sentado é tu.🙂

        Pena que o gordo difícilmente vai ler isso aqui.

      • Eneida disse:

        E, na FUNASA, Gustavo, qual é o horário de trabalho? é possível passar o dia escrevendo em blogs? é bem verdade que as pessoas têm turnos variados de trabalho e também, de bicicleta, quem sai às seis horas do trabalho, pode, em meia hora, quarenta minutos, atravessar vários bairros e chegar a tempo na Massa Crítica que sai pelas sete!

    • ntlnck disse:

      Caro Leandro, vou tomar a liberdade de responder teus comentários um a um. Sem ofensas, claro.

      1. Muitxs de nós trabalham, estudam ou tem outras ocupações, sim. E sempre há aquelxs que se juntam mais tarde, durante o percurso mesmo. Então se não tem jeito de sair mais cedo do trabalho uma vez no mês, não quer dizer que você não pode aparecer também🙂 Quero dizer também não pedalamos por ciclovias. Muitxs até querem isso, mas não é uma unânimidade.
      2. As ciclovias não existem e – pasme – várixs de nós se deslocam para trabalho pedalando, sim.
      3. Muitas pessoas usam a bicicleta por não ter condições financeiras de ter um carro ou usar o transporte público, ok. Mas existem aquelxs que, como eu, preferem não ter carro e fazer todas as coisas de bicicleta. É mais saudável, ecológico e divertido.
      4. Denovo as ciclovias… Coloquemos assim: independente de ciclovias, vemos que o direito de ir e vir no Brasil é comtemplado para umxs poucxs que tem carro, enquanto o resto é tratado com descaso pelo poder público (órgãos de transito, urbanismo, etc). Ora, ir e vir está na lista dos direitos humanos. De carro, bicicleta, a pé ou cadeira de rodas. Se isso não é fundamental, não sei o que é.
      5. Bicicleta é um meio de locomoção diário, sim. Dizer que ela deve ter esse uso específico e limitado que o senhor está propondo é beirar o fascismo.
      6. Acho que acima já disse que bicicleta não é só pra lazer, mas vou repetir: a bicicleta é um meio de locomoção legítimo com espaço no trânsito previsto por lei (aí o senhor vai ter que respeitar, né?).
      7. Você diz que precisamos de mais trabalho… pois é né, eu trabalho fazendo de entregas de bicicleta. Pode ser que o senhor nunca tenha ouvido falar nisso, mas existe, sim. Seguindo a sua lógica, se eu me manifesto por um trânsito mais humano – ou seja, melhores condições de trabalho – quer dizer que estou vagabundeando? Genial.
      8. Temos todo direito de nos manifestar e usufruir das ruas. Que hora melhor para instigar as mentes de motoristas conformados com a cultura do carro do que no exato momento em que eles se trancam mutuamente, atrasando toda cidade e o trânsito? O trânsito não é só carros, é também pedestres, ônibus, bicicletas, motos… todos são onerados pelos milhares de motoristas muitas vezes sozinhos em seus carros ocupando muito mais espaço do que precisam. E se você acha que algumx de nós quer morrer, o senhor só pode ser doido. Sugerir, então, que teríamos algo a ganhar com a morte de umx companheiro de pedal é praticamente um delírio lisérgico. Seu comentário é desrespeitoso, imaturo e preconceituoso.

      O senhor foi rude sim, não só em algum momento ou outro. Eu diria que no comentário inteiro; ficar pagando de cordial e pedir desculpas não adianta de nada se a sua atitude se mantiver a mesma. Há uma guerra sim, mas não é uma guerra entre bicis e carros, mas no trânsito todo. Se o senhor parar para prestar a atenção no número de mortes, acidentes e atropelamentos que temos diariamente só em Porto Alegre é capaz de chegar a conclusão de que vivemos em guerra civil. Agora, se o senhor quiser abrir um pouco a cabeça, se desbitolar um pouco do trabalho e vir pedalar com a gente na última sexta-feira do mês… vem pra Massa, vem!

      E não se esqueça agradecer o bicientregador de água! Ele se esmera o dia todo e se arrisca no trânsito só pra matar a sua sede! Um verdadeiro trabalhador!

    • Felipe Koch disse:

      Olha Lenadro, tirando todo o restante do teu esboço (pois não possui um sistema) de pensamento retrógrado, provinciano, reacionário, acomodado e rudimentar, vou me ater apenas ao teu item 4:

      “4 – Vocês têm ideia do custo de uma ciclovia que abranja toda a cidade? Saúde, segurança e educação é principal né!? Ciclovia não está entre os direitos fundamentais…”

      Agora eu pergunto: VOCÊ tem idéia do custo de uma ciclovia que abranja toda a cidade? VOCÊ tem idéia do custo de viadutos, contrução de vias expressas e destruição dos parques como o que está acontecendo no Marinha para passar uma via destinada à carros?
      E esse custo não é só o custo financeiro.
      É o custo da SAÚDE das pessoas que ficam obesas e sedentárias utilizando veículos de motor sem necessidade, de todos nós que respiramos gases poluentes sem necessidade, das pessoas que se machucam em acidentes e atropelamentos.
      É o custo da SEGURANÇA das pessoas espostas a armas motorizadas nas mãos de pessoas incapacitadas para dirigir através de um sistema que não seleciona quem dirige.
      E EDUCAÇÃO há muito não se restringe a uma preparação formal para o vestibular ou qualificação profissional, unico objetivo do sistema de ensino que temos. E sim de uma formação ampla para a cidadania e para a vida, e envolve respeito mútuo e envolvimento social e não só atingir seus pequeninos objetivos pessoais egoistas como possuir um objeto de luxo e bater no peito de orgulho só porque cumpre sua mínima parcela de trabalho que reverte em benefício financeiro para si mesmo.
      Seu pensamento seria razoável se você vivesse no começo do século XX e fosse pouco instruído, mas para um advogado em pleno século XXI é deplorável.
      Só para finalizar: a VIDA também é direito fundamental, e ainda mais, é direito básico animal, que é o que todos somos.
      E é por este direito, o mais fundamental de todos, que muitos de nós estamos lutando.
      Passar bem e boa evolução para você.

    • Marcus disse:

      1) Muita gente trabalha até mais tarde, mas muita gente também precisa levantar cedo para ir trabalhar. O horário da passeata me parece um bom compromisso. Eu posso sair do trabalho às 18:00, e ir pedalando até o largo do EPTC, chegando a tempo do início da pedalada.

      2) Com isso já respondo também o teu segundo ponto: uso sim a bicicleta para me deslocar para o serviço, com ou sem ciclovias.

      3) Não não anda de bicicleta só porque não pode comprar um carro. A bicicleta é uma opção deliberada para a maioria dos participantes do Massa Crítica. Esse tipo de pensamento é exatamente o que queremos mudar: carro não é a única opção de transporte.

      4) Ninguém quer encher a cidade de ciclovias, isso é caro, e ineficiente. Não precisamos de ciclovia, o que precesamos é de respeito no trânsito, para podermos compartilhas a via com os carros, com segurança.

      Os demais pontos são consequência destes. Tente, tente mesmo, pensar por um minuto que as pessoas podem se deslocar na cidade de várias formas, e que elas têm uma opção. Tente ver bicicleta como uma forma de transporte, e não apenas de lazer. Tente de verdade, e talvez tu entenda o que estamos fazendo, e porquê.

    • Alexandre Porto disse:

      Eu trabalho a noite… geralmente fico disponível em horário comercial… Sou vagabundo?!

      Ontem peguei o meu carro e tentei ir para casa da patroa… 2h! Levei duas horas porque os nossos educados e bem treinados motoristas… não sabem respeitar uma seta ou um cruzamento. Estes não são vagabundos? Certos?

      Porto Alegre tem o pior transito das cidades desenvolvidas do Brasil, pior empresa de organização, os piores e mais mal educados motoristas… e pelo jeito piores advogados… pois os mesmos deveriam garantir que todos somos iguais perantes a lei… seja de carro ou de bicicleta…

    • Frederico disse:

      Leandro.
      Você gosta tanto de trabalho, procure trabalhar o seu intelecto.
      O ciclismo não é uma invenção estranha de um pequeno grupo.
      O ciclismo existe desde antes do automóvel e vai seguir além depois o fim dos automóveis.
      O ciclismo sempre existiu paralelamente com o automobilismo.
      Eu mesmo sempre pedalei pela cidade desde a infância.
      Os acidentes graves que me deixaram sequelas físicas foram de automóvel, que estou superando com o ciclismo.
      Algumas pessoas associam o ciclismo como lazer, pelo fato de ser realmente um grande prazer, fonte intensa de adrenalina e endorfina.
      Mas é além disto um meio de transporte consolidado.
      Pensei em um primeiro momento pelo seu reacionarismo impressionante que você seria uma pessoa idosa, preconceito meu, fico arrependido, sei que você tem ao redor de 25 anos tão somente.
      Pedalo cotidianamente com pessoas sexagenárias e septagenárias (como meu pai), que se beneficiam do ciclismo para manter a saúde.
      Você mesmo, como tem asma e diabetes, poderia se beneficiar muito se praticasse o ciclismo.
      O ciclismo é praticado por pessoas de todas as classes sociais, faixas etárias e não tem ideologia, pessoas de qualquer matiz política podem pedalar.
      Sei que você é de direita, mas isto não restringe em nada com o ciclismo, aliás o ciclismo é uma atividade individual e privada, que pode ser muito beneficiada pelo comércio internacional e pela redução de impostos, o ciclismo gera uma atividade empresarial importante.
      Sei que o seu nível socio-econômico é limitado, imagino que você não tenha tido oportunidade de viajar, sua idéia de mundo é bem limitada, você deveria trabalhar isto!
      Como advogado ainda que recém formado você deve ter atenção ao Artigo 3º do Código de Ética da Advocacia:
      Art. 3º O advogado deve ter consciência de que o Direito é um meio de mitigar as desigualdades para o encontro de soluções justas e que a lei é um instrumento para garantir a igualdade de todos.
      Você deveria usar da menção de sua condição de advogado em uma posição de defesa da igualdade, protegendo a minoria dos ciclistas.
      De qualquer forma, como você é colorado sei que você é inteligente e va tirar proveito desta discussão, evoluindo suas ideias.

      • Frederico disse:

        Revisei que você não é advogado.
        Não está está inscrito na OAB, ainda não passou no exame.
        Provavelmente você está desempregado ou ganhando muito pouco.
        Repito, vá trabalhar o seu intelecto.
        Você deve estar com problemas.
        Tome cuidado!
        É melhor você procurar apoio psicológico antes que possa ficar perigoso, pois suas idéias já são lamentáveis.

  13. gilvan disse:

    boa noite galera do pedal um mostro no volante ele devia esta preso, mas a lei da arazal
    ele porque e tem poder.

  14. CriCri disse:

    Não encontrei notícias mais atualizadas sobre o atropelamento dos dois ciclistas, alguém pode postar aqui?

    • Marcelo Tskin disse:

      O motorista atropelador ainda está solto. Deve ser pq tem carrão (Tempra) e mora em bairro nobre (vila Respeito, bairro Sarandi). Já se passaram quantas horas depois do atropelamento? Pq a polícia ainda não o prendeu? Lembrando que o suspeito pelo atropelamento está em liberdade condicional…

  15. Janaina disse:

    como foi ontem? não pude ir… teve escolta, eptc?

  16. Pedro Cócaro disse:

    Bem Leandro, creio que tu está um tanto equivocado em diversos pontos, e um dos principais deve ser a forma de como tu encara os participantes da massa crítica, que parece ser com infantilidade e imaturidade, julgando que nós simplesmente desejamos mais e mais ciclovias, menos carros e ser atropelados para chamar a atenção.. não somos utópicos e tãopouco infantis, só desejamos que pare esse crescimento desenfreado de carros e da falta de respeito de muitos motoristas, seu egoísmo no trânsito e etc.
    ______________________________________________
    Já eu, só queria que houvesse algum encontro aos sábados de manhã (como sou escoteiro, a tarde fica ocupada), ou aos domingos, só para divulgação mesmo, sem a intenção de substituir a massa crítica das últimas sextas, mas isso só por que eu tenho aula na sexta de tarde e de noite, até às 22h30m.

  17. daniel disse:

    Venho por meio deste comunicar que a ciclovia,frente ao número 885 da Av, João Antonio da Silveira,está sendo ocupada irregularmente por um comércio de pneus usados de uma borracharia,inclusive fechando a calçada de pedestre com uma construção irregular e dificultando passagem de pedestre e ciclistas .Os pneus colocados na calçada dificulta a visão da saída de automóveis do condomínio,seguramente poderá acontecer um acidente,pois não tem a visibilidade para ver quem vem da rua ou da ciclovia.Espero que seja tomada uma providência antes que ocorra um outro acidente,pois sexta feira acorreu uma batida de carro na frente deste condomínio.

    • Melissa disse:

      Oi Daniel, já ligou pra EPTC (118)? Eles te deram retorno, foram lá conferir?
      Pode tirar foto e mandar para mim? Vou te passar meu e-mail.

  18. Paulo Renato disse:

    MP vai denunciar atropelador de ciclistas por tentativa de homicídio qualificado

    Promotora Lúcia Helena Callegari reúne boletins de atendimento médico para identificar vítimas

    A promotora Lúcia Helena Callegari vai denunciar o motorista Ricardo Neis, 47 anos, que atropelou um grupo de ciclistas em Porto Alegre, por tentativa de homicídio qualificado em concurso material. Ou seja, quando o autor da infração pratica dois ou mais crimes. No concurso material, as penas de todos os crimes são aplicadas cumulativamente. Entre as qualificantes na conduta do motorista está motivo fútil, torpe.

    A promotora está reunindo os boletins de atendimento médico para saber ao certo quantas pessoas foram atingidas pelo veículo. Até agora, Lúcia Helena já identificou onze pessoas. A denúncia deve ser remetida até o meio da tarde, mas pode ser adiada para segunda caso a promotora receba mais boletins de vítimas.

    Ricardo Neis está no Presídio Central desde 11 de março depois que a juíza Rosane Michels, da primeira Vara do Júri de Porto Alegre, determinou que ele não necessitava mais de cuidados médicos. O desembargador Odone Sanguiné, da terceira Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado, negou o pedido de habeas corpus encaminhado pela defesa do motorista.

    http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Geral&newsID=a3244634.xml

Os comentários estão encerrados.