Bicicletada Continental – América do Sul por ruas para as pessoas

Está circulando na internet uma convocação geral, para uma Bicicletada Continental por toda a América Latina, nesta sexta-feira, dia 04 de março. Sendo o olho do furacão, acredito que Porto Alegre não pode ficar fora disso.

Mas tendo em vista a insatisfação de uns poucos motoristas com o fato de tantos protestos “atrapalhando” o fluxo nos últimos dias, dessa vez ocuparemos apenas uma faixa das ruas pelas quais circularmos e pediremos apoio da Brigada Militar e da EPTC.

Nos encontraremos no mesmo horário e local da Massa Crítica: Largo Zumbi dos Palmares, 18h15, para começar a pedalar pelas 19h.

Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado . Guardar link permanente.

23 respostas para Bicicletada Continental – América do Sul por ruas para as pessoas

  1. Daniel Serafim disse:

    Lembrando que também pode ser em QUALQUER LUGAR, seja sozinho ou em grupo.
    mesmo que não consiga ir até determinado lugar, vá pedalar, mesmo que seja para visistar um amigo, ir ao mercado, o que importa é ir pedalar neste dia 04 demarço e pensar sobre um mundo melhor para todos nós.

  2. Matheus Dutra de Moura disse:

    Pois contem comigo, novamente.

  3. Matheus Dutra de Moura disse:

    Já viram o joguinho em flash “Legítima Defesa”?

    http://www.piritubano.com/2011/03/flash-game-legitima-defesa/

  4. Cyro disse:

    Grande iniciativa! União de ciclistas na America do Sul e pelo mundo todo, estarei presente, nós somos trânsito!

  5. Alexandre Caruso disse:

    Achei demais a ideia de fazermos a bicicletada sem usarmos toda a pista, afinal o propósito é esse e, se me permitem a palavra, relembro:
    O que deve ser mudado é a atitude das pessoas no trânsito para que aqueles que já optam pelo uso de bicicletas possam ter mais segurança ao transitarem.
    Neste caso, nada melhor do que uma bicicletada para testarmos isso e, é claro, com auxílio da brigada pois os bixos ainda estão à solta. Este tipo de manifestação é o exercício perfeito para que “carros” e “bicicletas” possam conviver juntos no trânsito. Este exercício deveria ser realizado mais vezes, em muito lugares na cidade toda, contando com ajuda da brigada nas primeiras tentativas. Assim talvez as pessoas entendam que estar dentro do carro é ser responsável pelas frágeis vidas que os circundam e não o direito de usar a via como bem entender.

    Reforço o argumento e acrescento que esta ideia é muito mais eficiente do que uma ciclofaixa. Nosso amigo banqueiro não seria impedido de pisar no acelerador se estivesse em cima de uma ciclofaixa. A ciclofaixa causa uma falsa sensação de segurança se utilizada em um ambiente hostil – e não é? – como o transito atual.
    Neste cenário o melhor é continuar sentindo medo, dentro ou fora de uma ciclofaixa, e preservando a vida.

    Obrigado aos que tiveram paciência em ler minha humilde opinião.
    Nos vemos amanha no Zumbi, abraços! – alequis

    • Paulo Renato disse:

      Eu li, li tudo e cada vez mais, e estou pedalando mais e mais. Nunca participei da Massa Crítica mas terça eu participei da passeata e levei meus filhos. Hoje estarei lá de novo.

  6. Luis Ventura disse:

    “Achei demais a ideia de fazermos a bicicletada sem usarmos toda a pista” Valeu e chamada de atenção Alexandre. Cabe a nós o exemplo de educação e civilidade. Não nos cabe deter o fluxo e impedir o ir e vir. Mas, reclamar um espaço digno.
    Quanto a estarmos sempre atentos, lamento, mas mesmo com ciclofaixas, ciclovias ou seja o nome e função que for, não existe risco zero. Morei em Florianópolis e me era possível sair da Trindade e ir até quase o centro onde trabalhava. Trocava de roupa e seguia feliz.
    Dois anos atrás passei trÊs meses “morando” em Joinville. Assim que cheguei comprei uma Aspen e fiz o trajeto de 10 quadras quase todos os dias com ela, até cinema no shopping fui de duas rodas. Lá as bicicletas param no sinal vermelho, param na faixa para pedestres, dão exemplo. Ah, nos shoppings tem área coberta e com vigia para estacionar as bici…..
    Pois então, vamos insistir.
    Mas, não é hora de provocar uma guerra.
    Acho que esta mais que na hora de uma revisão geral. De todos.
    E vamos continuar pedalando.
    Mais amor, menos motor. Mas para isso temos que reinvidicar condições.
    e……. GENTILEZA GERA GENTILEZA….
    ABs…

  7. Fabrício disse:

    estarei lá! Vamos pedalar mais e escutar menos esses abobados que spameam xingamentos🙂

  8. yurie disse:

    pooo. fazer a bicicletada com escolta é cair no jogo que eles querem. é mostrar que é um passeio/protesto de bicicletas e que o lugar da bicicleta não é na rua.

    bem provável que eles sabendo vão aparecer para fazer a escolta independente de serem informados.

  9. tatiana disse:

    o link da materia nao esta funcionando e nao sou usuaria de facebook (nao consumo drogas pesadas😉

    ajudem-me :))

  10. Matheus disse:

    Cancelaram o esquematozóide?

  11. ONG Cea disse:

    Bicicletada pela paz no Trânsito em Pelotas « OngCea
    Fotos da bicicletada de ontem: http://centrodeestudosambientais.wordpress.com/
    @CintiaBarenho

  12. Luis Ventura disse:

    Yure, to caindo fora…. qualé?
    Vamos abrir um campo de batalha?
    Vou andar no brique. SorrY…

  13. Tiago Freire disse:

    Quem não tem bicicleta, só ‘viação canela’, pode acompanhar? Ou o ritmo é rápido demais?

    • heltonbiker disse:

      Acho que, infelizmente, o ritmo é rápido demais mesmo, por ser uma Massa (por definição, constituída por veículos não-motorizados), e não uma Manifestação como foi a de terça. Mas se puder vir ás próximas, de bicicleta, seria ótimo.

  14. Vera Figueiredo disse:

    Infelizmente não poderei participar hoje pois tenho que ir à faculdade, já faltei na terça… que triste! Mas boa pedalada á todxs! Mais Amor, Menos motor/rancor. Abraço!

  15. Fagner disse:

    POR FAVOR LEIAM E ME AJUDEM SE POSSIVEL
    Queridos colegas ciclistas, estou dando o maior apoio a vocês pela iniciativa de fazer manifestações, pedindo um transito mais seguro e uma cidade mais limpa. Eu estava no dia 25 de fevereiro quando aquele monstro atropelou os ciclistas e por pouco que não me pega . Até estou aparecendo na TV (sou o carinha de camiseta azul escuro segurando a bicicleta que passa bem na frente da câmera do lado da ambulância) fiquei lá até as duas e meia da manhã participando do manifesto, recebi xingão dos meus pais por isso no dia seguinte mas não me arrependo pois gosto das marchas ciclísticas, também estava na casa da bicicleta domingo e terça feira no protesto que ocorreu na cidade baixa até o palácio da policia. MAS INFELIZMENTE não vou ter mais como comparecer as sextas feiras nas marchas ciclísticas, gostaria então de lhes pedir que se possível mudasse ma data da massa mundial que ocorrerá dia 25 de março que é uma sexta feira e as outra que ocorrem mensalmente também na sexta feira. Pode ser qualquer outro dia de preferência sábado a noite ou até mesmo domingo .
    Conheci o massa crítica sexta feira dia 25 de fevereiro e quero ir em todos os encontros de ciclistas que tiverem durante esse ano.
    Desde já agradeço a atenção.

    • Paulo Renato disse:

      Fagner, nunca encontraremos um horário que atenda todos. Além disso, a última sexta-feira é o dia MUNDIAL da Massa Crítica.

Os comentários estão encerrados.