Discutindo a Massa Crítica

Olá pessoal, provavelmente muitos dos leitores deste blog já leram a postagem que coloquei no meu blog particular, como título acima, na verdade aqui seria o melhor espaço para discussão, mas só agora estou conseguindo fazer as postagem aqui também. Abaixo colo todo o texto que coloquei lá, entretanto a postagem lá já está recheada de comentários, valendo uma visita.

Discutindo a Massa Crítica

Aproveito esse espaço para pedir desculpas à pessoa que discutiu comigo, minhas respostas enfáticas e por muitas vezes irônicas só prejudicaram o debate. Por estar tão engajado nessa causa, esqueço que as pessoas “de fora” não percebem as coisas como eu, o que é lógico e natural para mim, pode não estar claro para os outros.
Assim, eu aconselho a todos muita calma nos debates e que se evite a todo custo a ironia e expressões inadequadas, ai com certeza o debate pode ser mais produtivo.

Explicando

Após a massa crítica de maio, onde participaram em torno de 50 ciclistas, conversando com uma pessoa que respeito muito e considero muito inteligente, a respeito de como foi a massa, utilizei uma expressão normalmente dita entre os ciclistas com um certo sentimento de “vingança” devido à diferença abissal de tratamento dado ao ciclista e ao motorista diariamente, e isso causou um efeito surpreendente para mim.

No dia da massa, aquelas ruas por onde passamos são por alguns instantes nossas, com 50 ciclistas, acabamos ocupando a rua inteira, e apesar de alguns pedirem para sempre deixarmos uma pista livre para passagem de outros veículos, isso dificilmente ocorre, impossível controlar todos os integrantes, pois a massa crítica não tem líderes, somos todos iguais.

A expressão que utilizei: “Foi maravilhoso, trancamos todo trânsito” . Bem, quem é ciclista ativo na causa, entende muito o que se está falando, ele sabe que nós também somos o trânsito, e naquele momento estamos fazendo um protesto, manter por alguns instantes aquelas ruas congestionadas, com bicicletas, ocorre de forma tão natural quanto para os motoristas mantê-las congestionadas durante todos os outros instantes.

Mas para quem não é um cicloativista, a expressão pode soar de uma forma totalmente diferente, que gera uma série de discussões, argumentações e para pessoas mais estressadas (uma grande parte da população devido ao estilo insano de vida da cidade) gera ansiedade, discussões mais acirradas, improdutivas e nada saudáveis. Enfim, penso que expôr os argumentos e analisá-los pode ser muito útil.

Analisando

1) Umas das resposta que obtive foi: ” muito lindo isso, trancado tudo e as pessoas cansadas indo pra casa dentro dos carros sem conseguir sair do lugar”
Aqui, o argumento é simples, normalmente quem está de carro no horário do Rush, já está congestionado todos os dias, a massa crítica não é responsável pelo congestionamento, estamos lutando para mudar isso um dia;

2) “E se tem alguém passando mal, querendo chegar num hospital, vocês estão trancando tudo”
Minha resposta imediata foi a mais infeliz: “Não tinha nenhuma ambulância” como se só dentro de ambulância pudesse ter pessoas passando mal, fui um idiota aqui, só consegui revoltar mais a pessoa, o que tornou tudo mais difícil.
Eu me sentiria muito culpado se alguém tivesse um atendimento médico prejudicado pela massa. Mas, eu me pergunto quantos atendimentos são prejudicados diariamente pelo congestionamento dos carros? Qual a probabilidade de justamente naquela 1h30min de massa crítica, exatamente naquelas ruas que permanecemos por poucos instantes, esteja ocorrendo uma emergência, e a massa esteja impedindo sua passagem? Mesmo sem saber ao certo, eu arrisco uma resposta, é muito pouco provável que a massa crítica prejudique um atendimento médico de emergência;

3) “Tu tá pensando só em ti, pra ti é mais fácil ir de bicicleta,pois tem vestiário no teu trabalho, e tu quer que todo mundo só ande de bicicleta”
Com certeza aqui, tanto eu quanto a pessoa já estávamos alterados e as discussões foram improdutivas.
Eu não penso só em mim e no resto dos ciclistas, eu penso em todos, mostrar que a bicicleta é uma alternativa, protestar por uma melhor estrutura para o ciclista, são tentativas de melhorar o trânsito de todos, eu não penso que todo mundo deveria estar de bicicleta, penso sim que a grande maioria não deveria usar carros particulares o tempo todo, coletivos e bicicletas deveriam ser as primeiras escolhas, isso significaria uma diminuição imensa de carros nas ruas, fim de congestionamentos, uma cidade com menos poluição do ar e sonora, uma vida mais saudável para todos;

4) “Vocês querem que as pessoas andem de bicicleta, mas é muito perigoso”
Realmente é perigoso, cheguei a conclusão que andar de bicicleta no meio do trânsito não é para qualquer um, a pessoa só deve fazer isso quando se sentir segura. E é por isso mesmo que fazemos a massa, além do protesto em si exigindo estrutura, respeito, mostrando que cada bicicleta na rua é um carro a menos na rua, também estamos naquele momento pedalando com a segurança que um grupo grande proporciona. Estamos espalhando alegria, é muito bom ver vários motoristas, passageiros, pedestres sorrindo e apoiando o movimento.

O Que Penso a respeito da Ocupação de Toda a Rua pela Massa Crítica?

1) Embora eu ache que os motoristas que pensam que estamos ali atrapalhando o trânsito, ficarão bravos de qualquer forma, tem muito motorista simpático à causa que não se importará, tem também aqueles que se deixarmos um espaço podemos conquistar a simpatia, e também temos os coletivos que estão lotados de pessoas que merecem passagem justamente por não estarem de moto ou dentro de um carro. Além disso poderíamos estar facilitando o fluxo para uma emergência;

2) Dependendo da quantidade de ciclistas e da rua que passamos é impossível deixar espaço, em avenidas de 3 pistas podemos nos esforçar mais para deixar uma para os carros e coletivos, mas em avenidas ou ruas menores e que ainda tenham estacionamento de um lado e muitas vezes dos dois fica impossível deixar espaço, de qualquer forma rapidamente desocuparemos aquela rua específica, e lembrem-se a massa crítica ocorre apenas uma vez por mês e durante o período de 1h30min, passando por diversas ruas, não estamos parados ocupando apenas um espaço por este tempo, estamos em movimento sempre!

O Que Penso do Estacionamento de Carros ao Longo das Ruas?

Esse é um assunto muito polêmico que também foi discutido, e é muito importante que seja bem esclarecido.

1) Um carro estacionado na rua está ocupando um espaço público, assim temos de certa forma, a privatização desse espaço, é injusto para todo o resto da população que não tem carros;

2) “Tá, mas se proíbem o estacionamento nas ruas onde vou estacionar?”
Como já disse o Enrico Peñalosa (ex prefeito de Bogotá) – “Estacionamento não é um direito constitucional em qualquer país” assista clicando aqui ou aqui

3)Uma pessoa que quer estacionar seu carro deveria fazer em um estacionamento privado.
“Tá mas não é em todos os lugares que tem estacionamentos privados”
Bem, ai estaria mais um motivo para se deixar o carro em casa e utilizar um outro meio de transporte, de preferência um coletivo ou em determinados casos até um táxi.
Os motoristas poderiam exigir estacionamentos em estabelecimentos que frequentam por exemplo. Muitos motoristas já pensam em onde vão deixar seu carro, muitos não deixam o carro na rua, é óbvio que isso gera um gasto maior com o carro, e essa é uma excelente forma de desestimular o uso de carros, normalmente quem tem um carro o utiliza sempre e para situações que poderia utilizar um outro meio de transporte.

4) “Mas os coletivos são muito ruins!” Concordo, então vamos lutar para melhorá-los, vamos exigir isso do poder público, a massa crítica também tem esse objetivo.

Esse post foi publicado em apocalipse motorizado, Massa Crítica, mobilidade e marcado , . Guardar link permanente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s